Foram muitos episódios de “O Vestido Ideal” assistidos até eu decidir como seria o meu vestido de noiva. Por mais que eu já imaginasse como ele seria e o que gostaria que ele tivesse, tratei de me cercar de boas inspirações para garantir que tudo saísse exatamente do jeito que planejei.
Encontrar o vestido perfeito é um desafio e as dificuldades aumentam quando você é uma noiva gorda. Além de ter que lidar com a intensidade das emoções desse momento tão especial, não é em qualquer loja que os vestidos plus size são bem feitos, com tecidos de qualidade e respeitando proporções e medidas para vestir bem um corpo grande.
Por isso, a coisa mais importante de se ter em mente é que o vestido ideal é aquele que vai fazer você se sentir linda e muito feliz no dia do seu casamento. Ser noiva é uma louca e deliciosa experiência e lá vão algumas dicas que contam como escolhi o meu vestido de noiva plus size

  Alugar ou comprar?
O meu vestido de noiva foi desenhado pelo querido amigo e estilista, Arthur Caliman, e confeccionado sob medida para mim pelo seu ateliê, que fica em São Paulo. Conheci o Arthur em 2014, quando tive o privilégio de usar um vestido de festa, pela primeira vez na vida, durante o ensaio em comemoração a 10ª edição do Fashion Weekend Plus Size. Na época, o Arthur não fazia vestidos de noiva plus size, mas aceitou realizar, sem pensar duas vezes, o meu sonho de repetir a sensação maravilhosa de estar em um vestido que tem o poder de te fazer se sentir única
Do desenho e escolha do tecido até a prova final, ele acompanhou tudo de perto, colocando carinho e dedicação em cada detalhe. Mesmo com a distância entre Rio-São Paulo, o vestido ficou incrível em mim porque, além do talento evidente dos profissionais envolvidos na confecção, o ateliê conta com a tecnologia de um scanner, que mapeia cada centímetro do corpo das clientes e isso acaba contribuindo bastante para que os vestidos saiam perfeitos. 
Para a maioria das noivas, alugar o vestido parece ser a opção mais simples e vantajosa. Mas a realidade de uma noiva gorda é diferente e muitas acabam buscando modelistas/costureiras para confeccionar o vestido de casamento dos sonhos, justamente, por não encontrarem o que desejam no mercado: variedade de modelos grandes prontos e uma equipe bem treinada para atender de forma respeitosa e profissional, como vemos nos programas gringos de TV. A grande vantagem de comprar um vestido sob medida é que ele terá o caimento ideal, pois será feito de acordo com as curvas do seu corpo e tudo nele poderá ser personalizado. 

Como definir estilo, modelo, cor e detalhes?
Antes de tudo, o vestido precisa traduzir quem você é e contar a sua história. Não sinta-se obrigada a agradar outras pessoas. Use somente o que você gosta e tem vontade, mas saiba ouvir e considerar a opinião de profissionais da área em alguns momentos, pois eles possuem conhecimento técnico para orientar o melhor caminho a ser seguido para satisfazer todos os seus desejos de noiva.  
Definir o estilo e o modelo do meu vestido não foi uma tarefa tão complicada como eu pensava que seria. Quem melhor conhece o meu corpo sou eu mesma, então, esbocei na minha cabeça como queria que ele fosse observando o que gostava de vestir no dia a dia, traços da minha personalidade e as minhas proporções corporais
Para ter a minha cara, o vestido teria que ser romântico, marcar bem a cintura, não ser totalmente branco e ter um toque retrô. Mas, o essencial, era que o vestido iluminasse quem eu sou para que eu me tornasse a melhor versão de mim mesma no dia do meu casamento.

♥ Quantas etapas foram necessárias até o vestido ficar pronto?
Fiz apenas 4 provas e, logo na primeira reunião, expliquei ao Arthur que a minha maior preocupação estava em equilibrar as proporções do meu corpo, pois tenho ombros largos, pouca cintura e quadril estreito. Definimos no croqui que, para modelar a minha cintura, o vestido seria acinturado, com bordados nessa região; a saia bem fluida e leve, mesmo sendo feita com três camadas de tecidos diferentes e adicionadas nesgas para dar volume ao quadril; o busto teria plissado e bordados nos ombros para destacar a região.
A etapa seguinte foi a escolha dos tecidos. Como eu queria um fundo rosado para dar o ar retrô ao vestido, o Arthur me enviou, por Sedex, amostras de tecidos com tons diferentes de rosa sobrepostos por renda e tule. As camadas foram construídas da seguinte forma: forro rosa claro, renda francesa branca por cima e o tule para finalizar a última camada. Essa combinação permitiu que a cor do forro destacasse o desenho da renda e o tule adicionasse volume com leveza à saia.   
Em seguida, para tirar o vestido do papel e dar forma ao projeto, foi feita a moulage, que nada mais é do que costurar um protótipo simples do que o vestido vai se tornar no final. Após, foram feitos os ajustes das medidas para moldar a peça ao corpo, trabalhado o plissado do busto e, por último, colocadas aplicações de bordados e brilhos.
Durante todo o processo de confecção e provas, não abra mão de comunicação e confiança entre você e os profissionais envolvidos. Expressar a sua opinião sincera sobre mudanças e melhorias que podem ser feitas no vestido, vai ajudar a transformar o sonho em realidade mais facilmente.

Cabelo, maquiagem e acessórios são realmente importantes?
Sem dúvidas, o vestido nunca deve ser ofuscado pelos acessórios que serão usados, mas, sem eles, a noiva acaba perdendo a oportunidade de deixar o look mais deslumbrante e único.
Não sei por que os véus compridos não são os meus preferidos, já que são muito bonitos. A real é que, pra mim, o voilette tem mais charme e personalidade e, por isso, escolhi usá-lo junto com o arranjo de plumas no cabelo. O véu curto, no entanto, me deu a oportunidade de ter uma cauda de renda no vestido. Ela se prendia por colchetes na parte de trás da minha cintura e tinha efeito 2 em 1: luxuoso durante a cerimônia e de liberdade para curtir a festa, por ser totalmente removível.
A maquiagem foi construída a partir da minha cor preferida de batom, a vermelha. Nos olhos, foram usadas sombras de tons marrons variados, cílios postiços e muito glitter pra brilhar, é óbvio. O penteado foi uma mistura de inspiração do Google adaptado ao voialette mais o arranjo ao meu tipo de cabelo. Nesse post, estou contando com mais detalhes sobre os profissionais de beleza que usei.  

E os valores?
Um vestido não precisa custar uma fortuna para te deixar linda e impressionar os convidados. O meu vestido custou o mesmo preço do de uma amiga que optou pelo primeiro aluguel, em uma loja no Rio de Janeiro. A diferença é que, após a festa, pude ficar com o vestido e vendê-lo para recuperar uma parte do investimento feito.
O valor de um vestido feito sob encomenda varia de acordo com a escolha de modelagem, tecido, aviamentos, bordados, pedras e demais detalhes que serão incluídos. Vale a pena fazer um orçamento com o profissional escolhido para saber se os valores se encaixam no que você pode pagar. Todo mundo sabe que os itens que fazem parte da festa de casamento têm o seus custos estimados, por isso, não deixe de pesquisar o melhor preço e programar o pagamento das parcelas com antecedência para que não sobrem dívidas para a vida de casada.

Gostou do post? Dá um like e compartilha com as amigas!